--- Links Seguros ---

Cidades mais iluminadas (Solar)

BNDES prioriza energia solar e abandona térmicas a carvão e a óleo.


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) decidiu ampliar o apoio a projetos de energia solar para até 80% dos itens financiáveis cobrando TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo).
O banco também extinguiu o financiamento a usinas térmicas a carvão e a óleo.
As novas condições de financiamento para o setor de energia elétrica já valem para os próximos leilões de energia, programados para outubro e dezembro, que terão exigência de participação mínima de 20% de recursos próprios do investidor nos projetos.
Marilene Ramos, diretora de Infraestrutura do BNDES, disse que a priorização da energia solar está ligada ao fato de que essa é uma tecnologia em fase de desenvolvimento no Brasil e é preciso consolidar o segmento.
"É um setor que, nós acreditamos, vai crescer muito, porque são projetos de grande viabilidade, têm condições de, financiados dessa forma, se pagarem em prazos relativamente curtos, e representam, para as cidades e prefeituras, uma enorme economia.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Desde 2010 Conectado na Rede | by TNB